Skip to main content

A reabertura do comércio em algumas cidades nos faz criar expectativas acerca do retorno das atividades econômicas. Algumas especulações sobre a economia mundial e o impacto da pandemia sobre ela nos faz refletir sobre as finanças pessoais. Com isso, as práticas de se realizar investimentos sensatos e de manter reservas pessoais se tornaram fundamentais para enfrentar a falta de estabilidade econômica em um cenário pós-crise.

Reserva de emergência 

A pandemia nos trouxe duas grandes lições sobre educação financeira: não depender de apenas uma única fonte de renda e possuir reservas de emergência. Essas atitudes são essenciais para momentos de crise, nos quais milhares de pessoas perdem os seus empregos e geralmente não possuem capital reserva. Aprendemos da pior maneira possível que as reservas de emergência e as fontes de rendas alternativas são essenciais para se manter amparado durante os imprevistos. O momento em que vivemos pede mais atenção às finanças, pois não sabemos quando iremos conter a pandemia e nem quais serão seus efeitos futuros.

Redução de gastos

 Um ponto que se destaca no contexto atual é a redução de gastos: a pandemia ampliou como uma “lupa” o que realmente é essencial e o que é desperdício. Em pesquisas recentes realizadas pelo “Ibope Inteligência”, revelou-se que durante o confinamento da quarentena 51% dos entrevistados afirmaram que reduziram significativamente seus gastos financeiros, enquanto 27% começaram a abastecer as suas reservas de emergência. Os dados deixam claro que a cautela com as finanças pessoais se tornou uma nova tendência, que provavelmente permanecerá mesmo após o fim da pandemia.

 

Lições

Se você faz parte do grupo que foi pego de surpresa pelo desemprego e pela falta de renda na pandemia, você não está sozinho: agora é a hora de buscar soluções para as dívidas. Anotar os principais prejuízos e as áreas da sua vida que foram mais afetadas é o início para se traçar estratégias. Felizmente, o momento atual é propício para a negociação de dívidas. Após quitar seus débitos, tenha em mente um plano para nunca mais ser pego de surpresa em imprevistos. Comece investindo em uma reserva de emergência, esse é o caminho mais seguro para não se endividar novamente. Porém, não se esqueça das fontes alternativas de renda, vise a expansão seus dos negócios e não dependa exclusivamente de uma única forma de ganhar dinheiro. Mesmo com todo o avanço tecnológico, ainda não é possível prever o que está por vir, mas o planejamento financeiro estratégico garante mais segurança e bons resultados no futuro.

 

A Urso Consultoria agradece a leitura do artigo disponibilizado na plataforma online e espera ter contribuído de alguma forma com o seu conhecimento sobre o tema. Nossa equipe aproveita o ensejo para indicar outros conteúdos do nosso blog e para convidá-lo a conhecer um pouco mais sobre a nossa atuação.